Mediunidade

Bom dia a todos, bom dia esposa!



Resolvi retomar meus posts sobre a Umbanda, ajuda no meu aprendizado e espero que ajude a desmistificar essa maravilhosa e discriminada religião. Nós umbandistas somos muitas vezes chamados de macumbeiros e de coisas piores, mas nossa fé é baseada no amor e na caridade, um dia, sabemos que isso vai mudar e a Umbanda será reconhecida como deve ser.

Nesses posts eu contei um pouco da história da Umbanda:


Mas antes de falar especificamente de Umbanda, vou falar um pouco sobre Mediunidade.

Uma das frases que mais ouvi de nosso Pai e Mãe de Santo, é que nós médiuns somos apenas canais. O que significa isso, vou transmitir aqui um pouco do que aprendi dentro do terreiro com pessoas que sabem muito mais do que eu.

Uma das coisas que admiro muito dentro do templo que eu faço parte, é que eles colocam o conhecimento a nossa disposição através de recomendações de livros, e textos escritos por eles mesmos para que possamos assimilar esse conhecimento e trabalhar em nosso crescimento. E é baseado nesses textos que eu tentarei transmitir um pouco de informação a quem interessar.

A mediunidade é a capacidade que temos, em diferentes graus, de servirmos de veículo de comunicação entre o plano físico e o plano espiritual, ou seja, canais.

É a principal ferramenta utilizada pela Umbanda em seus trabalhos, através dela, os médiuns exercem poder de cura, aconselhamento e de realização espiritual para aqueles que buscam auxílio.

Através da mediunidade ocorre o contato com os mestres espirituais e também, através dela, sanamos nossas deficiências evoluindo pela prática da caridade que ela nos oferece, no intuito de diminuir nossas dívidas para com a sociedade. É uma missão, um dom.

A mediunidade pode ficar adormecida por toda a vida e não causar maiores problemas ao médium, ou pode explodir, causando transtornos na saúde, na vida sentimental e profissional dependendo da sensibilidade do médium, que varia de pessoa para pessoa. Esses transtornos não são causados diretamente pela mediunidade, mas pelo comportamento que a pessoa passa a ter devido a instabilidade emocional, a falta de autocontrole e a captação de energias, nem sempre boas, de pessoas com quem convive e dos ambientes que frequenta. Tudo isso contribui para que a pessoa se indisponha com seus entes, amigos e colegas de trabalho.

A mediunidade é um dom que precisamos aprender a controlar e que precisa ser disciplinado, para isso, fazemos muitas vezes o uso do "Desenvolvimento Mediúnico".

Existem sintomas característicos da mediunidade, falarei sober eles num próximo post.



Saravá!

As informações postadas aqui, foram retiradas de um texto fornecido pela Fraternidade de Umbanda Esotérica Caboclo Pena Branca e Pai Congo de Aruanda.



  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 comentários:

FlahH* disse...

por essa e outras...eu me orgulho de ter vc como meu marido...


te amo branquelo


beijos

BackK disse...

Eu é que tenho que te agradecer.. se não fosse por vc, eu não teria aprendido nada disso..

Te Amo!

Ḍåřḳ ₩øŀḟ disse...

Amigo,
Muito bom seu Blog. A muito tempo não via ninguem falar da umbanda e de mediunidade como realmente são. Infelizmente, ultimamente, só se ouve dizer em regras, hierarquia e segredo. Poucos ainda sabem o que é umbanda e muitos migram para o candomblé achando que este é superior, quando na verdade são coisas apenas parecidas, porem completamente diferentes!

Parabéns! Continue assim!!!!!

Abraços

Dark Wolf

Thaaatis :D disse...

muito bom saber que existem pessoas aí trabalhando para a queda de preconceitos que assombram uma religião tão linda e evoluída!

Postar um comentário