A Tríade da manifestação na Umbanda - Parte 2 de 3

Boa tarde esposa! Boa tarde a todos!


Caboclos - Raça Vermelha


Uma das primeiras porções de terra firme a emergir do fundo oceânico no início da formação dos continentes do planeta terra, foi aquela onde hoje está o Planalto Central Brasileiro, sob o céu vibrado do Cruzeiro Divino. As primeiras raças humanas propriamente ditas surgiram em terras brasileiras, vibradas como vimos, desde aqueles tempos, pelo símbolo cosmogônico do Cristo Jesus. Como as terras brasileiras tinham sido as primeiras porções de terra firme a emergir, deveriam pois ser as primeiras a presenciar o surgimento do homem, o que de fato aconteceu. Entenda-se que a experiência de raças pré-humanas acontecerem em outras plagas.

Na atual América do Norte, tivemos Seres que se aproximavam muito da primeira raça humana, com características que podem ser observadas ainda hoje em sua constituição morfológica. Após esses necessários esclarecimentos, devemos deixar claro que aqui em terras brasileiras tivemos o surgimento da possante Raça Vermelha. Muitos povos, como os egípcios, caldeus, persas e hindus, tiveram ciência desse acontecimento cósmico. A própria Sagrada Escritura Hebraica, a denominada Bíblia, livro apontado como autoria de Moisés (Pentateuco), afirmava que o primeiro homem, ou seja, a primeira humanidade planetária, havia sido "feita de barro", o qual é como todos sabem, de cor vermelha. Livros sagrados de todos os povos, inclusive o POPOL VUH - Livro Sagrado dos povos de língua Quiché ou Quíchua, ou mesmo do Chilam Balam - atestam a tradição da primeira humanidade terrestre ter sido da pura Raça Vermelha. Quando afirmamos pura, queremos dizer que não havia amalgamação ou miscigenação com nenhuma outra raça. Assim, foi aqui no Brasil ou Baratzil que se iniciou o processo evolutivo da Raça Vermelha, cujas primeiras sub-raças eram, em sua grande maioria, originárias do campo gravitacional kármico terrestre, ou seja, eram Seres Espirituais que, no Reino Natural, iniciaram seu processo evolutivo no Planeta Terra; aqui iniciaram e aqui teriam que terminá-lo, antes de alcançarem outros planos ou casas planetárias mais evoluídas, são esses os verdadeiros filhos terrestres.

Na 4ª sub-raça, uma minoria que foi crescendo, se incorporou ao seio da Raça Vermelha, eram Seres Espirituais degredados de outras pátrias siderais, os quais, tinham sido albergados e arrebanhados pela Hierarquia Crística ou pelo Governo Oculto do Planeta Terra. Nesse processo de degredo sideral, acompanham os "degredados" Seres Espirituais da mesma origem sideral, mas que não possuíam nenhum débito perante as Leis Superiores vigentes em suas Pátrias Siderais. Vieram para ajudá-los a superar-se e vencer as primeiras dificuldades, principalmente do que se referia ao inóspito ambiente natural, já que tinham de há muito, em suas Pátrias Siderais de origem, superado as intempéries dessa espécie. Assim, ao encarnar no seio da então Raça Vermelha, de pronto começaram a incrementar a evolução de seus irmãos desgarrados ou degredados, ao mesmo tempo em que impulsionavam ao progresso evolutivo seus irmãos do próprio campo vibratório do planeta Terra, os quais era, em relação a eles, muito inexperientes. No início não foi fácil aos Seres Espirituais mais elevados, houve nesse tempo muitos obstáculos e arestas a serem vencidas, mas no coração do Ser Espiritual "estrangeiro" vibravam os conceitos de Luz, Amor, Verdade e Tradição da Lei Divina, que um dia tinham aprendido a respeitar e amar.

Dessa Raça Vermelha são parte essas entidades, os caboclos, que nos abençoam com sua sabedoria e conhecimento da Lei Divina, baseados nesses conceitos de luz, amor e verdade. Nos trazem os ensinamentos da Raça Vermelha, para que nós também possamos aprender, evoluir e contribuir para a evolução de nossos próximos.


Saravá!

Texto sintetizado a partir da apostila do nosso mestre YAUARA, líder da Fraternidade de Umbanda Esotérica do Caboclo da Pena Branca e Pai Congo de Aruanda.




  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comentários:

Murilo disse...

Bakk, boa noite! Ao "acaso" encontrei seu blog pelo Ocioso. Acho muito nobre sua postura e iniciativa. Também sou ariano, careca, chamo minha amada esposa de preta ou pretinha também e a cerca de um ano comecei a desenvolver minha mediunidade na umbanda, encontrei um lugar ótimo por aqui; enfim. Escrevi muita coisa mas meu objetivo é parabenizalo pela sua iniciativa. Seu blog está favoritado e acompanharei as novidades.
Saravá!

FlahH* disse...

Vc é meu orgulho....Nunca vou me cansar de dizer isso, vc me surpreende a cada dia!

Te amo mtooo meu branquelo!

beijos

Postar um comentário